Archive

Archive for setembro \12\UTC 2016

Newsletter Agosto – Setembro/2016

12 de setembro de 2016 Deixe um comentário

Educação e Saúde:

Dislexia Adquirida e Multiterapia
são destaques mundiais

Noticia veiculada no Jornal Rola no Brasil (What’s up in Brazil).  Clique aqui 

Publicada também no The São Paulo Times.
Clique aqui

Noticia veiculada também na Agência Estado.
Clique aqui

Alguns vídeos importantes sobre Dislexia, comorbidades, anoxia perinatal e outros temas correlatos (todos em Português). Clique aqui

Teatro, E-books e Artes:

Alerta! Vampiro vegano ataca novamente

 

Notícia veiculada no Jornal Rola no Brasil (What’s up in Brazil). Clique aqui

 

Publicada também  no The São Paulo Times.
Clique aqui

 

E também publicada na Agência Estado.
Clique aqui

Lou de Olivier – Multiterapeuta, Psicopedagoga, Psicoterapeuta, Especialista em Medicina Comportamental, Bacharel em Artes Cênicas e Artes Visuais. Detectora do Distúrbio da Dislexia Adquirida/ Acquired Dyslexia, Precursora da Multiterapia e Criadora do Método Terapia do Equilíbrio Total/Universal. É também Dramaturga e Escritora (vários gêneros), autora de dez livros didáticos, dois contendo romances, uma trilogia, mais de 700 poesias publicadas e tendo duas de suas dezesseis peças teatrais já encenadas em todo o Brasil e em Portugal.
Lou de Olivier é vegana, ativista sócio-ambiental/animal e segue a filantropia anônima e desvinculada de política ou religião implantada por seus pais há quase oitenta anos.
Conheça o Portal Lou de Olivier (Saúde, Educação, Artes, Ativismo): http://www.loudeolivier.com
Notas

Lou de Olivier participou da Bienal (04/09/2016) em tarde de autógrafos virtuais no estande AMAZON ;

Lou de Olivier ministrou aula aberta (gratuita) de Biodança (28/08/2016) no evento vegano JMA em Guarulhos – SP – Brasil;

Lou de Olivier apresentou vídeos e coordenou atividades de pintura do Projeto Vampirinho Vegano nos eventos JMA em Vila Mariana (21/08/2016) e em Guarilhos (28/08/2016) – São Paulo – SP – Brasil;

Lou de Olivier relança trilogia e lança diversos títulos em e-book no site Amazon (clique aqui)  e em sua loja virtual própria (clique aqui). Toda a renda dos e-books é revertida à filantropia. Confira!

Categorias:Uncategorized

Dislexia Adquirida é destaque mundial

12 de setembro de 2016 Deixe um comentário

DISLEXIA ADQUIRIDA E MULTITERAPIA SÃO DESTAQUES MUNDIAIS

Buscando novas tendências e estratégias de tratamentos psicológicos, acontecerá nos dias 10 a 12 de outubro de 2016, o 1º Congresso Mundial de Psicólogos Clínicos Globais – Reunião Anual em Kuala Lumpur, na Malásia. Lou de Olivier será uma das palestrantes neste importante congresso abordando seus dois principais temas de pesquisa: Dislexia Adquirida (Acquired Dyslexia) e Multiterapia (Multi Therapy) Confira!

 

12/09/2016

O campo da Psicologia Clínica tem contribuído para o desenvolvimento de diferentes campos da Ciência e da Tecnologia, melhorando assim a qualidade da vida humana. As diferentes descobertas e invenções que conduzem ao desenvolvimento de várias aplicações e estratégias de tratamento tornam isso possível e aplicável.

Com o tema “As tendências, tecnologias e estratégias de tratamento em Psicologia Clínica” acontecerá o 1º Congresso Mundial de psicólogos clínicos globais – Reunião Anual em Kuala Lumpur, na Malásia, nos dias 10 a 12 outubro de 2016.

Lou de Olivier será uma das palestrantes neste importante congresso. E ela abordará seus dois principais temas de pesquisa que são: Dislexia Adquirida (Acquired Dyslexia) e Multiterapia (Multi Therapy).

Há muitos anos Lou de Olivier vem se destacando em suas pesquisas e atuações, insistindo em comprovações e inovações que ela traz sobre a aquisição de um distúrbio por ausência ou diminuição de oxigenação cerebral (anoxia/hipoxia) e sua inovadora técnica de tratamento em Multiterapia. Suas pesquisas e publicações lhe proporcionaram destaque internacional, inclusive com os prêmios Lancaster House Award como Pesquisadora e Award Echo of Literature como Escritora ambos na Inglaterra nos anos 2000/2001. E, em 2010/2011 o Distúrbio da Dislexia Adquirida foi indexado oficialmente nos Descritores de Saúde, em Inglês, Português e Espanhol.

National Library of Medicine – Medical Subject Headings cita “A afasia visual/receptiva caracterizada pela perda de uma capacidade anteriormente possuída para compreender o sentido ou significado de palavras manuscritas, apesar da visão intacta. Esta condição pode estar associada com infarto cerebral posterior da artéria (infarto, artéria cerebral posterior) e outras doenças cerebrais”. Sem dúvida este já é um grande avanço diante do que se publicava na década de 70 quando Lou de Olivier iniciou suas pesquisas, época em que, comprovadamente, se estudava a “Cegueira Verbal” como algo hereditário/genético, sem sequer admitir a hipótese de uma “aquisição de distúrbio por acidente”. Afirmação esta que Lou de Olivier já fazia, baseando-se em sua experiência pessoal e suas pesquisas. E, exceto na Alemanha, que já utilizava este termo “Dislexia”, em outros países este termo era desconhecido.

Então, sem dúvida, esta oficialização em 2010/2011 já tem sido um grande salto nas pesquisas da Dislexia Adquirida porém, para Lou de Olivier, ainda está incompleta a definição. Lou continua defendendo a tese da Dislexia (e outros distúrbios) adquirida por anoxia/hipóxia especialmente perinatal/neonatal, já que a oficialização veio apenas para a Dislexia Adquirida por AVC e outros acidentes cerebrais não identificados.

Tão importante quanto a tese da Dislexia Adquirida é a implantação do Método de Multiterapia desenvolvido por Lou de Olivier que trata diversos distúrbios de forma ampla, diversificada e artesanal, tornando o tratamento mais eficaz e rápido.

Estes importantes temas defendidos por Lou de Olivier estarão integrados a outros temas de outros pesquisadores do mundo todo e, certamente, contribuirão para uma grande oportunidade de conhecimento, implantação de novas ideias dentro das diversas áreas da Psicologia Clínica.

O evento ocorrerá em Kuala Lumpur, na Malásia. E é organizado por Conference Series e suas subsidiárias, incluindo iMedPub LLC and Conference Series Ltd com o apoio de mais de 1000 sociedades científicas e publica mais de 700 revistas/jornais de acesso aberto, que contém mais de 50000 eminentes personalidades, cientistas de renome como membros do conselho editorial.

Em breve mais informações sobre este importante evento científico que promete inovar e redimensionar a Psicologia Clínica em nível mundial.

Lou de Olivier é Multiterapeuta, Psicopedagoga, Psicoterapeuta, Especialista em Medicina Comportamental, Bacharel em Artes Cênicas e Artes
Visuais. Detectora do Distúrbio da Dislexia Adquirida/ Acquired Dyslexia, Precursora da Multiterapia e Criadora do Método Terapia do Equilíbrio Total/Universal.

Informações complementares sobre Lou de Olivier acesse: (site em Português e Inglês) http://loudeolivier.com/

sobre o congresso acesse: (site somente em Inglês) http://annualmeeting.conferenceseries.com/clinicalpsychologists/

A todos que buscam a Paz!

10 de setembro de 2016 Deixe um comentário

Dedico esta mensagem a todos que buscam pela Paz, em especial, minha mãe que, se estivesse viva, estaria aniversariando hoje, dia 10/09/2016

A todos que buscam a Paz!

A todos que buscam a Paz!

 

Categorias:Uncategorized

Lou de Olivier palestrará na Malásia

8 de setembro de 2016 Deixe um comentário
Categorias:Uncategorized

Vampiro vegano ataca novamente!

8 de setembro de 2016 Deixe um comentário

O vampiro vegano ataca novamente !

A saga do bem, o vampiro vegano, criação de Lou de Olivier, em destaque novamente!

Aqui estão todas as boas ações que este projeto tem desencadeado, trazendo mensagem de uma nova consciência de vida. Esta ação multimídia de Lou de Olivier, atualmente, consta em monografias e teses e está disponível em e-books (com renda doada aos animais abandonados e deficientes intelectuais e para a recosntrução do Teatro-Escola Popular), e animação 3D no Youtube. Confira!

Há séculos o tema “vampiro” desperta a imaginação de escritores e leitores. Há uma grande variedade de personagens criados “vampiros”, quase todos tem em comum o horror ao sol, a sede de sangue e até crimes em série. Este vampirinho, em especial, foi criado para mostrar ao público de todas as idades a necessidade de uma nova postura diante da vida e da natureza.

Segundo a autora, Lou de Olivier, o principal objetivo de sua criação é: “Trazer à luz alguém que pudesse ensinar de forma divertida e consciente uma mensagem que vai muito além do amor à natureza e aos animais, é o amor universal, que inclui também amar o próprio corpo e preocupar-se com o que se ingere – em termos de alimentação – e se usa em higiene e beleza.”

Solua, o vampirinho vegano surgiu diante da dificuldade que a autora enfrentava em viagens. Nunca encontrava comidas veganas (como ela gosta) e, em algumas vezes, tinha até que explicar o que é vegano para os donos de hotéis e restaurantes. Imagine, estar com muita fome, querendo apenas comer uma saborosa e nutritiva comida vegana e, ao invés disso, ter que participar de um debate (repleto de explicações sobre veganismo) e deboches, pois muitas vezes ela se via sendo afrontada ou ridicularizada por sua opção vegana de vida. “Em determinado evento – relata a autora – chegaram a me perguntar se eu só comia capim”…

A partir dai, Lou percebeu a necessidade de orientar de forma didática e idealizou todo o projeto. E que bom que ela acreditou no seu ideal e criou este vampirinho diferente e com um propósito tão nobre. Sim, a intenção é das mais nobres; mostrar ao público de todas as idades a necessidade de uma nova postura diante da vida e da natureza.

SOLUA, O VAMPIRINHO VEGANO É MULTIMÍDIA

Atualmente, além dos quatro resumos de episódios em animação 3D, há também camisetas do vampirinho vegano, três e-books sendo dois episódios em formato peça teatral intitulados “Plantando uma nova consciência” e “Ouvindo os animais” e o primeiro episódio também em formato conto. Estes episódios foram recentemente lançados para venda no site Amazon. Os vídeos têm sido repassados e republicados em diversos sites e blogs e já há, inclusive, algumas monografias e teses citando esta atuação socioambiental e animalista de Lou de Olivier. E o mais interessante, há alguns meses, veiculou-se a notícia de uma tribo de índios que se tornou vegana, exatamente como o texto original de Lou de Olivier cita.

Da próxima vez que você quiser ler uma boa aventura protagonizada por vampiros, considere ler um dos episódios de Solua, o vampirinho vegano. Além de aprender veganismo com argumentos fundamentados em Medicina e Nutrição, saiba que com o simples ato de comprar um e-book, já colaborará para uma grande ação social. Nesta nova fase, toda a renda continuará sendo doada em beneficio de animais abandonados e pessoas com deficiência mas irá além da doação pois Lou de Olivier está em fase de levantamento de verba para a reconstrução do Teatro-Escola popular que sua família manteve nas décadas de 80 e início de 90. Então, ao adquirir um dos e-books, você estará colaborando com mais este projeto em benefício de todos.

Os e-books podem ser adquiridos diretamente neste site: http://loudeolivier.com.br/

RolanoBrasil.jor.br

solua-ouvindo (1).jpg

A saga do bem – o vampiro vegano, criação de Lou de Olivier, ataca novamente!

Há séculos o tema “vampiro” desperta a imaginação de escritores e leitores. Há uma grande variedade de personagens criados “vampiros”, quase todos tem em comum o horror ao sol, a sede de sangue e até crimes em série. Este vampirinho, em especial, foi criado para mostrar ao público de todas as idades a necessidade de uma nova postura diante da vida e da natureza.

Segundo a autora, Lou de Olivier, o principal objetivo de sua criação é: “Trazer à luz alguém que pudesse ensinar de forma divertida e consciente uma mensagem que vai muito além do amor à natureza e aos animais, é o amor universal, que inclui também amar o próprio corpo e preocupar-se com o que se ingere – em termos de alimentação – e se usa em higiene e beleza.

Ver o post original 367 mais palavras

Categorias:Uncategorized

A saga do bem – o vampiro vegano, criação de Lou de Olivier, ataca novamente!

8 de setembro de 2016 Deixe um comentário

Há séculos o tema “vampiro” desperta a imaginação de escritores e leitores. Há uma grande variedade de personagens criados “vampiros”, quase todos tem em comum o horror ao sol, a sede de sangue e até crimes em série. De todos os livros sobre vampiros, o mais famoso, que até os dias de hoje atrai publico é “Drácula”. Criado pelo Escritor irlandês Bram Stoker. Este começou a escrever o texto em 1890 mas só o publicou em 26 de maio de 1897, ou seja, ficou sete anos buscando argumentos e/ou inspiração. O enredo mostra um jovem, Jonathan Harker que, ao chegar a um castelo na Transilvania, conhece o excêntrico proprietário, o conde Drácula. Logo, Harker percebe que o anfitrião é mais do que excêntrico, há algo nele que beira o assustador e o tenebroso. É quando Harker começa a entender que não é um hóspede e sim um prisioneiro do conde Drácula. A partir dai instala-se uma trilha de sangue por onde o conde Drácula passa…

 

Em 1927, este livro teve uma adaptação teatral escrita por Hamilton Deane e John L Balderston e tornou-se um grande sucesso na Broadway. E o tema ainda foi bastante explorado no cinema. Em 1931 estreou o filme Drácula, baseado na peça teatral. Em 1992, o filme Bram Stoker’s Drácula foi lançado, trazendo no enredo uma vingança pela morte de sua amada em uma trilha de sangue que Drácula jura beber para sempre. E entre muitas produções, lançou-se em 2012 a série em animação “Hotel Transylvania” trazendo Drácula em versão “animação infantil”.

 

Em paralelo, vampiros mais modernos chegaram às prateleiras das livrarias com o título Twilight (Crepúsculo) em 2005. O enredo gira em torno da vida de uma estudante que muda de sua casa e, ao apaixonar-se por um vampiro, coloca sua própria vida e de sua família em risco. O livro de autoria de Stephenie Meyer virou best-seller e deu origem a uma série de filmes que fizeram (ou ainda fazem) a cabeça de muitos adolescentes e jovens no mundo todo.
Entre o Drácula escrito há mais de cem anos e o contemporâneo Edward Cullen (Crepúsculo) muitos outros vampiros desfilam pelas livrarias e telas de TV e/ou cinema. Inclusive os famosos Tom Cruise e Brad Pitt em Interview with the Vampire: The Vampire Chronicles filme baseado no livro homônimo da autora Anne Rice. Há até algumas sátiras de vampiros que se tornam vegetarianos como se cogitou para o segundo episódio de Hotel Transylvania…

 

solua-ouvindo-1

Se a Escritora, Dramaturga e Multiterapeuta, Lou de Olivier, tivesse lido tudo o que já se publicou e divulgou sobre vampiros, talvez ficasse desanimada e nem pensasse em lançar mais um vampiro no “saturado mercado” mas ela não pesquisou, não se preocupou com a “concorrência”, não analisou o mercado e confessa que não leu nem assistiu nenhum dos livros/filmes dos famosos vampiros. Ela apenas soltou a imaginação, refletiu bastante e, entre 2010 e 2013 pôs-se a escrever, lançando Solua, o vampirinho vegano em 2014.
E que bom que ela acreditou no seu ideal e criou este vampirinho diferente e com um propósito tão nobre. Sim, a intenção é das mais nobres; mostrar ao público de todas as idades a necessidade de uma nova postura diante da vida e da natureza.
Segundo a autora, Lou de Olivier, o principal objetivo de sua criação é: “Trazer à luz alguém que pudesse ensinar de forma divertida e consciente uma mensagem que vai muito além do amor à natureza e aos animais, é o amor universal que inclui também amar o próprio corpo e preocupar-se com o que [se] ingere em termos de alimentação e usa em higiene e beleza.”
Solua, o vampirinho vegano surgiu diante da dificuldade que a autora enfrentava em viagens. Nunca encontrava comidas veganas (como ela gosta) e, em algumas vezes, tinha até que explicar o que é vegano para os donos de hotéis e restaurantes. Imagine, estar com muita fome, querendo apenas comer uma saborosa e nutritiva comida vegana e, ao invés disso, ter que participar de um debate (repleto de explicações sobre veganismo) e deboches, pois muitas das vezes, ela se via sendo afrontada ou ridicularizada por sua opção vegana de vida. “Em determinado evento – relata a autora – chegaram a me perguntar se eu só comia capim”…  vampirinhodivulgacao

Foi ai que surgiu a ideia de um vampirinho (que teoricamente alimentaria-se de sangue não só de animais mas também de humanos) nascendo vegano, ou seja, gostando de verduras, legumes e frutas, e com extrema capacidade de amar, com garra e determinação, mudando tudo por onde passa… Uma forma didática e divertida de ensinar o amor universal a todos.
Estava plantada a semente. O primeiro episódio escrito, um ótimo enredo já sendo preparado para o segundo episódio, foi quando Lou esbarrou em um problema: Ela não tinha verba, não poderia bancar uma edição impressa e nem um estrondoso lançamento. E a ideia também envolvia preservar o meio ambiente, então utilizar papel para imprimir os livros também fugia de seu ideal.
Surgiu então a ideia de lançar em e-book. Isso resolveu a questão financeira e de logística. Lou formatou e disponibilizou o primeiro episódio em forma de conto. Organizou um lançamento virtual e pos-se a divulga-lo. Empolgada, decidiu que, já que não teria gastos com a impressão e divulgação do e-book, poderia doar toda a renda para cuidadores de animais abandonados e pessoas deficientes intelectuais. E foi o que fez.

 

Após este lançamento, que não vendeu muito pois as pessoas ainda estão se acostumando com os livros virtuais, Lou adaptou o primeiro episódio e partiu para o teatro. Novamente a pouca verba e a demora no fechamento de patrocínios fez com que a temporada teatral fosse encurtada. Lou ainda tentou uma campanha de crowdfunding para produzir episódios em animação 3D mas a verba também não veio desta vez.
Tudo colaborava para que o projeto fosse desativado mas Lou de Olivier, acostumada a enfrentar grandes desafios, arregaçou as mangas e fez SOZINHA quatro episódios de animação. Ela fez os enredos, a produção, a animação, as músicas, as vozes de todas as personagens e colocou em seu canal do Youtube. Os vídeos podem ser assistidos gratuitamente a qualquer momento.

solua-plantando

São quatro resumos cada um com uma boa mensagem sobre alimentação saudável, respeito à natureza e a todos os tipos de vida e sempre com uma música cantada pelo vampirinho. A música que mais chama a atenção diz “Eu sou humano, sou vegano e eu sou da paz. Não como carne, não bebo leite, não maltrato os animais.” Crianças e adultos costumam sair cantarolando esta melodia após assistirem aos episódios que Lou de Olivier leva à escolas e Encontros Veganos.
E toda esta batalha de Lou de Olivier tem gerado otimos frutos. Atualmente, além dos quatro resumos de episódios em animação 3D, há também camisetas do vampirinho vegano, três e-books sendo dois episódios em formato peça teatral intitulados “Plantando uma nova consciência” e “Ouvindo os animais” e o primeiro episódio também em formato conto. Estes episódios foram recentemente lançados para venda no site Amazon. Os vídeos tem sido repassados e republicados em diversos sites e blogs e já há, inclusive, algumas monografias e teses citando esta atuação socioambiental e animal de Lou de Olivier. E o mais interessante, há alguns meses, veiculou-se a notícia de uma tribo de índios que se tornou vegana, exatamente como o texto original de Lou de Olivier cita.
Agora pode-se dizer que o nobre propósito de mais este projeto de Lou de Olivier está se cumprindo. Algo que vai muito além de escrever sobre mais um vampiro, vai muito além de divulgar o veganismo, é a realização de uma mudança na consciência das pessoas. É a iniciativa de perceber os animais como seres que merecem o direito de viver e do ser humano que merece o direito de ter uma alimentação mais saudável e livre de crueldade. É a conscientização de cada um sobre o que está ingerindo e o que está fazendo para colaborar com a melhor qualidade de vida para todos. É a bandeira pela verdadeira paz entre todos os seres vivos. Porque a verdadeira paz só surgirá quando nenhuma vida for ceifada.

 

Da próxima vez que você quiser ler uma boa aventura protagonizada por vampiros, considere ler um dos episódios de Solua, o vampirinho vegano. Além de aprender veganismo com argumentos fundamentados em Medicina e Nutrição, saiba que com o simples ato de comprar um e-book, já colaborará para uma grande ação social. Nesta nova fase, toda a renda continuará sendo doada em beneficio de animais abandonados e pessoas com deficiência mas irá além da doação pois Lou de Olivier está em fase de levantamento de verba para a reconstrução do Teatro-Escola popular que sua família manteve nas décadas de 80 e inicio de 90. Então, ao adquirir um dos e-books, você estará colaborando com mais este projeto em benefício de todos.

Os e-books podem ser adquiridos diretamente, clique aqui

Outros e-books de Lou de Olivier, clique aqui

Categorias:Uncategorized
%d blogueiros gostam disto: